bwin

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
JORNADA DE FÉ

Sespa e parceiros acolhem e cuidam de romeiros que caminham pela rodovia BR-316

Em 14 pontos ao longo da rodovia, enfermeiros, técnicos em enfermagem e demais profissionais de saúde fazem massagem e curativos nos peregrinos

Por Governo do Pará (SECOM)
06/10/2022 22h03

Eles chegam de vários municípios de um Pará continental. Sozinhos ou em grupos, por devoção ou pagando promessa, caminham ao longo da Rodovia BR-316 – principal via de acesso por via terrestre a Belém - para participar das procissões da Festividade de Nazaré, que após dois anos volta a ganhar as ruas da capital. O Círio, a maior das romarias, será no próximo domingo (09), mas a jornada dos conhecidos promesseiros já começou. O cuidado com os pés é fundamental para que os romeiros prossigam até a Basílica Santuário de Nazaré


As pessoas vêm de Igarapé-Açu, Magalhães Barata, Igarapé-Miri, Castanhal e de tantos outros pontos do Estado. Para proporcionar bem-estar e conforto aos promesseiros, a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), por meio do 1° Centro Regional de Saúde, participa do Projeto “Caminhos de Nossa Senhora de Nazaré 2022”, realizado em parceria com a Secretaria de Estado de Turismo (Setur) e a Diretoria da Festa, para levar serviços de massagem e curativo nos pés dos devotos, além de verificação de pressão arterial e distribuição de alimentos.Pés doloridos e coração aquecido: promesseiros se fortalecem na caminhada até a Basílica

Participam do projeto enfermeiros, técnicos em enfermagem e demais profissionais de saúde, espalhados por 14 pontos ao longo da BR-316. Os profissionais contam com o apoio de uma ambulância para casos emergenciais e de maior gravidade.

Agradecimentos - Reunida em um grupo de 14 pessoas, Maria dos Santos, 54 anos, saiu na tarde da última terça-feira (05) da sede municipal de Igarapé-Açu, para pagar promessa por cura alcançada. Ela disse que esteve internada após sequelas da Covid-19. “Ano passado eu estava internada depois de pegar Covid-19 de forma grave. No leito do hospital eu pedi a minha cura, e tive essa graça alcançada. Pela primeira vez faço a caminhada, e estou muito feliz em estar aqui. Só quero agradecer por tudo, inclusive por toda a dedicação dos profissionais e voluntários”, ressaltou a romeira.São mais de dez pontos de atendimento entre Castanhal e Belém

Quem também caminha para agradecer por um pedido alcançado é o romeiro Silvano Medeiros, 49 anos. Há oito anos ele sai de Igarapé-Açu e caminha até a Basílica Santuário como forma de pagar promessa. Para ele, é difícil descrever o momento. “É emocionante demais! Só quem vive o momento sabe o que sente. Na reta final, a dor passa, não sentimos nada; só emoção. Claro que esse suporte que recebemos é importante e nos ajuda a seguir em frente. Eu só agradeço”, disse emocionado o promesseiro. 

Cláudio José Nunes, 38 anos, de Igarapé-Miri, disse que não pedira nada à Santa. “Faço a caminhada por pura devoção a Nossa Senhora de Nazaré. Já faço desde 2008. Receber os serviços ao longo do percurso só nos fortalece”, acrescentou. Os devotos agradecem o apoio nos caminhos que levam à padroeira

Suporte e parceria - O Projeto “Caminhos de Nossa Senhora de Nazaré” começou em 2019, mas por causa da pandemia foi interrompido. O objetivo é acolher e dar suporte aos peregrinos que fazem o percurso de Castanhal a Belém, seja a pé ou de bicicleta. Este ano, o projeto iniciou na segunda-feira (03) e prossegue até esta sexta-feira (07). Além dos profissionais de saúde da Sespa e voluntários, este ano as ações contam com o apoio da Cruz Vermelha.

“É muito gratificante participar desse projeto, poder ver a gratidão dos romeiros pelos atendimentos recebidos, o carinho de todos. É um sentimento inexplicável. O sentimento é só de gratidão. Este ano vimos a necessidade de ampliar os postos, e teremos pontos de atendimento no trajeto Castanhal-Belém”, informou Luciana Barbosa, coordenadora de Eventos e Recursos Humanos do 1º Centro Regional da Sespa.Os pontos também são abastecidos com água mineral para hidratar os peregrinos

Dentre os locais de atendimento ao longo do percurso estão o Guará Park, em Castanhal; Sesi, em Santa Izabel do Pará; Igreja São Pio de Pietrelcina; Ginásio de Marituba; Fórum de Ananindeua; Shopping Metrópole e o Tribunal de Justiça do Estado do Pará.

Para a voluntária e massagista Fátima Barbosa, 37 anos, participar da acolhida é motivo de satisfação. A profissional integra há quatro anos o projeto, e pretende continuar nos próximos anos. “É a forma que tenho de contribuir, ajudar essas pessoas que passam por aqui e seguem na caminhada. Renova e fortalece a nossa fé”, garantiu.

Texto: Tatiane Freitas – Ascom/Sespa

bwin Mapa do site