bwin

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
APERFEIÇOAMENTO

Técnicos da Emater recebem formação para atuar em projeto que beneficiará agricultores do estado

Atividade de qualificação é parte do novo Acordo de Cooperação Técnica (ACT) que será desenvolvido em municípios das 12 Regiões de Integração

Por Governo do Pará (SECOM)
29/09/2023 12h42

Técnicos das 12 Regionais de atuação da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater) participaram de uma capacitação voltada para a execução do Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais, do Governo Federal. O treinamento ocorreu no auditório do Escritório Central da empresa, em Marituba, na última quarta-feira (27) e quinta-feira (28).

A atividade de formação é parte do novo Acordo de Cooperação Técnica (ACT) firmado entre o Governo do Estado - por meio da Emater e da Secretaria de Estado da Agricultura Familiar - e o governo federal, via Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA) e Secretaria Especial da Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário, e será desenvolvido em 84 municípios das 12 Regiões de Integração do estado, beneficiando cerca de 7 mil famílias.

O Fomento Rural visa o aumento das capacidades produtivas das famílias beneficiárias para que possam, a partir do trabalho próprio e com o apoio das políticas públicas, ampliar a produção de alimentos, renda e combater a desigualdade social e a insegurança alimentar e nutricional.

“É papel da Emater levar políticas públicas, no âmbito estadual ou federal, àqueles que mais precisam, objetivando reduzir as desigualdades sociais. Este é um momento muito importante de incentivo à agricultura familiar”, frisou o presidente da Emater, Joniel Vieira de Abreu.

Capacitações específicas - Em uma iniciativa inédita, a parceria institucional entre a Emater-Pará e a Secretaria de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster) será contemplada com capacitações específicas na área de Educação Alimentar e Nutricional (EAN). O esforço conjunto tem o objetivo de promover a prática autônoma e voluntária de hábitos alimentares saudáveis, contribuindo para assegurar o Direito Humano à Alimentação Adequada (DHAA) e estabelecer o enfrentamento à insegurança alimentar e nutricional das famílias beneficiárias.

“Nesse acordo, que vai de 2023 a 2026, a Emater terá uma iniciativa inédita com a cooperação da Seaster para que, em 31 municípios atendidos pelo Fomento Rural, a qualificação tanto dos técnicos quanto dos agricultores atendidos em segurança alimentar e nutricional proporcione a geração de emprego e renda, e empreendedorismo”, destacou a chefe do Núcleo de Metodologia e Comunicação (NMC) da Emater, Cristiane Corrêa, mestra em Agricultura Familiar e Desenvolvimento Sustentável.

Qualificação - O encontro, que contou com a presença de 50 técnicos, promoveu um nivelamento com os extensionistas, trazendo informações, desde o modo de abordagem dessas famílias até as políticas públicas direcionadas a elas.

“A ação teve o objetivo de capacitar os técnicos que vão atender as famílias com serviços de assistência técnica e recurso financeiro no valor de R$ 4.600,00; esse valor será para as famílias implementarem num projeto produtivo. A iniciativa abrange agricultores familiares que podem inclusive ser de comunidades tradicionais como indígena, quilombolas, ribeirinhos entre outros, e que estão em situação de vulnerabilidade à pobreza e que residem na área rural. Essas famílias devem estar inscritas no Cadastro Único”, explicou coordenadora de Articulação às Atividades Produtivas Rurais, do Ministério do Desenvolvimento Social e Assistência Social, Família e Combate à Fome,  Heloina Fonseca, que participou do evento.

Órgãos estaduais, como representante do CadÚnico-PA e Secretaria de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster), também abordaram a contribuição de cada órgão para a execução das atividades.

“Nosso regional vai trabalhar no Fomento Rural com 810 famílias, em 11 municípios. Vamos envolver 19 técnicos e estamos cheio de expectativas para assessorar essas famílias. Já estamos planejando fazer uma simulação de projetos produtivos para as famílias tirarem dúvidas e ajudar conduzir na realização dos sonhos desses agricultores”, contou a economista e técnica em planejamento do Regional de Castanhal, Cristina Neves.

Na manhã desta sexta-feira (29), os participantes da programação fazem uma visita técnica à Unidade Produtiva beneficiária do programa, no município de São João da Ponta.

Municípios alcançados - Serão beneficiados pelo Projeto de Fomento às Atividades Produtivas Rurais os municípios: Castanhal, Colares, Curuçá, Magalhães Barata, Maracanã, Santa Izabel, Santa Maria, São Caetano de Odivelas, Terra Alta, Vigia de Nazaré, Concórdia do Pará, São Domingos do Capim, São Miguel do Guamá, Aurora do Pará, Capitão Poço, Ipixuna do Pará, Paragominas, Nova Esperança do Piriá, Ulianópolis, Ourém, Primavera, Nova Timboteua, Santa Luzia, Santarém Novo, Conceição do Araguaia, Redenção, Ananindeua, Belém, Benevides, Marituba, Santa Bárbara, Marabá, Piçarra, São João do Araguaia, São Geraldo do Araguaia, Breu Branco, Novo Repartimento, Itupiranga, Tucuruí, Goianésia, Nova Ipixuna, Afuá, Anajás, Bagre, Breves, Curralinho, Gurupá, Melgaço, Oeiras do Pará, Portel, São Sebastião da Boa Vista, Alenquer, Almeirim, Monte Alegre, Prainha, Belterra, Curuá, Faro, Juruti, Mojuí dos Campos, Óbidos, Oriximiná, Terra Santa, Santarém, Pacajá, Placas, Aveiro, Itaituba, Jacareacanga, Novo Progresso, Rurópolis, Trairão, Abaetetuba, Acará, Baião, Barcarena, Cametá, Igarapé-Mirí, Limoeiro do Ajuru, Mocajuba, Moju, Tailândia.

Texto: Sarah Mendes/ Ascom Emater

bwin Mapa do site