bwin

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
ÁGUA E SANEAMENTO

Nova bomba de captação é instalada no Complexo Bolonha

Além do novo equipamento, outras duas bombas foram recuperadas e estão em operação

Por Flávia Araújo (COSANPA)
30/10/2023 17h51

O novo conjunto de bomba da Estação Elevatória de Água Bruta do Guamá entrou em funcionamento na tarde desta segunda-feira (30), no Complexo Bolonha, em Belém. O equipamento, adquirido com recursos da Companhia de Saneamento do Pará, chegou em setembro a Belém e foi montado pelas equipes técnicas da Cosanpa.

O equipamento tem capacidade de bombear 4 mil m3/h. Além dele, outras duas bombas foram recuperadas na Oficina de Eletromecânica da Cosanpa e já estão em funcionamento, totalizando 5 maquinários operando na captação. A ação faz parte das ações preventivas da Companhia diante da escassez da chuva nesta época.

“A chuva contribui muito para o nível dos lagos, como não tem chovido, foi necessário que nós aumentássemos o número de bombas na captação do rio Guamá para garantir os níveis dos lagos para abastecer a população. A diretoria da Companhia se preveniu adquirindo bombas novas e recuperando as que temos aqui,” explicou o engenheiro sanitarista Ray Dayvid.

O trabalho das equipes técnicas acontecem desde a semana passada. Pelo menos 23 profissionais estão envolvidos no preparo e instalação dos equipamentos. O serviço é minucioso e precisa de perícia dos profissionais para alinharem os equipamentos e bomba funcionar.

“Precisa uma mega estrutura para montar porque são equipamentos de grande porte. São 3 colunas de tubos com aproximadamente 11 metros. A montagem também é delicada porque são equipamentos pesados, necessita muita mão de obra. Além de tudo, a gente precisa garantir a precisão, precisa estar muito bem alinhando para não comprometer a eficiência e durabilidade do equipamento,” completa o engenheiro.

Esta semana uma nova bomba deve ser instalada na Estação Elevatória, trazendo mais segurança para captação da água do rio Guamá, que chega ao lago Bolonha e recebe o tratamento para distribuição em Belém e Ananindeua. 

“Além do transporte da água do rio Guamá para os lagos, essas 6 bombas servem pra fazer o revezamento entre elas. Dependendo do nível que o lago se encontra, eu posso parar 1, 2… ou deixar as 6 funcionando. O importante é que eu tenha as 6 bombas aptas. Nesse período de escassez de chuva e alto nível de evaporação dos lagos, nós vamos precisar aumentar o nível desses reservatórios naturais, então, essas seis bombas são vitais para manter o abastecimento,” concluiu a diretora de operações da Cosanpa, Cleide Ferreira.

Complexo Bolonha

O projeto do Complexo conta com a Estação de Tratamento de Água (ETA) entregue em março de 2020, com a capacidade para abastecer mais de 1 milhão de pessoas de Belém, Ananindeua e Marituba. Já a subestação de energia elétrica, que passa por modernização e ampliação, está com 70% das obras concluídas. Ela terá a capacidade praticamente dobrada com aumento de 17,5 MVA para 30 MVA, com 5 transformadores de 69 mil volts, a maior da Companhia no Estado.

bwin Mapa do site