bwin

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
FÓRUM ECONÔMICO MUNDIAL

Em Davos, Helder Barbalho busca parcerias público-privadas para garantir pecuária verde

Governador destacou programa de Rastreabilidade da Cadeia da Pecuária em encontros com representantes de governos, empresas e entidades do terceiro setor

Por Igor Nascimento (SEMAS)
18/01/2024 16h06

Em Davos, na Suíça, o governador do Pará, Helder Barbalho, em mais um dia de sua participação no Fórum Econômico Mundial, destacou os avanços implementados pelo Estado, para garantir a integridade da cadeia da pecuária, com prioridade para as práticas sustentáveis de conservação e uso do solo. Na sessão "A transição para uma Pecuária de Baixo Carbono no Brasil", o chefe do Executivo Estadual destacou iniciativas como o Selo Verde e o Programa de Rastreabilidade da Cadeia da Pecuária no Pará, este último lançado na COP 28, em Dubai. 

O evento teve a participação de representantes do setor privado, como das empresas Yara International, do setor de fertilizantes, JBS, de frigoríficos, e Rabobank, do setor financeiro. Entidades do terceiro setor como a Academia Chinesa de Ciências; The Nature Conservancy, Instituto Igarapé, Bezos Earth Fund, Gordon and Betty Moore Foundation e do Estados Unidos também estiveram presentes. 

Na ocasião, Helder destacou a oportunidade que a transformação da pecuária para um modelo sustentável, representa a redução do desmatamento e aumento de renda. O governador atua para uma mobilização de um amplo grupo de stakeholders para que utilizem seus recursos coletivos, com foco em apoiar a transição do setor pecuário no Brasil, tendo a Climate Week 2024, Davos 2025 e a COP 30 como marcos importantes para a checagem do avanço.

Pecuária sustentável

O governador também destacou o esforço do Pará em direção à uma pecuária livre do desmatamento.

"Desde 2020 com a plataforma Selo Verde, conseguimos enxergar a cadeia integralmente, desde o fornecedor indireto até o frigorífico. Depois, por meio do Módulo de Inteligência Territorial, que cruza todas as bases de dados de uso da terra, também serviu como uma ferramenta de inteligência que nos fez chegar à conclusão de que precisávamos dar um passo a mais em direção à integridade da cadeia, rastreando-a individualmente e atrelando a este processo o componente de aumento de produtividade e renda", disse.

Helder reforçou ainda que os objetivos principais do Programa de Rastreabilidade da Cadeia da Pecuária são garantir que, por meio da identificação individual do rebanho, o comércio destes animais seja desestimulado, levando a garantia de novos mercados às indústrias localizadas no Pará e atraindo novas, consequentemente. O programa tem o objetivo de promover aos pecuaristas condições necessárias para um aumento de produtividade e renda sem aumento de área de pastagem. 

"A rastreabilidade individual, lançada pelo Pará, pode inaugurar um novo momento de transparência e integridade na produção de commodities agrícolas no mundo. Mas para além disso, este novo sistema alimentar deve focar na intensificação da produção agrícola, aumentando a produtividade e renda por hectare", explicou o Helder Barbalho.

Em sua agenda no Fórum de Davos 2024, Helder Barbalho participou também de um encontro com representantes do banco BTG Pactual, em que discutiu apoio a iniciativas de regularização ambiental e descarbonização da economia paraense, e também teve um encontro com representantes da Norsk Hydro e da mineradora e trading suíça Glencore, que acaba de adquirir parte da Alunorte, refinaria controlada pela Hydro que produz alumina a partir de bauxita em Barcarena, no Pará.

bwin Mapa do site