bwin

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
SAÚDE

Sespa comemora Dia da Mulher com ações na praça da República

Por Redação - Agência PA (SECOM)
06/03/2015 12h14

Serviços de saúde, beleza e apresentações artísticas estarão na programação que a Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa) e uma dezena de parceiros farão na Praça da República, no centro de Belém, durante toda a manhã deste domingo, 8, em alusão ao Dia Internacional da Mulher.

Com foco principal na elevação da autoestima e no cuidado maior com a qualidade de vida, serão ofertadas às visitantes da praça verificação de pressão arterial, teste de glicose, avaliação nutricional, testagem rápida para sífilis, hepatite B e HIV, além da emissão do Cartão SUS, documento essencial para facilitar o acesso à rede de atendimento do Sistema Único de Saúde. Seu uso facilita a marcação de consultas e exames e garante o acesso a medicamentos gratuitos. A apresentação do cartão é exigida para praticamente todo atendimento na rede pública de saúde.

A oferta dos serviços de saúde atende aos principais problemas que afetam as mulheres que residem no Pará. O teste de glicose, por exemplo, consiste na retirada de sangue, em jejum, para avaliar a quantidade de açúcar no sangue e diagnosticar a diabetes. Para mulheres já diabéticas, este exame serve para verificar os valores de glicemia no sangue e ajustar o tratamento que pode ser feito com remédios antidiabéticos ou insulina.

No Estado estão cadastrados 60.914 diabéticos no Sistema do Programa Hiperdia, o Sishiperdia. Em 2012, 225 novos diabéticos iniciaram tratamento no programa no Estado, além de outros 491 que foram diagnosticados com hipertensão. No ano seguinte, os números saltaram para 287 novos pacientes e demais 553 com pressão arterial alterada.

Em todas as estatísticas do Sistema, notou-se que, em média, 60% dos cadastrados no Pará são do sexo feminino, o que corresponde a 35 mil pacientes. Todas as faixas etárias são atingidas, especialmente mulheres entre 55 e 59 anos e homens na faixa de 60 e 64 anos. Vale lembrar que essas estatísticas não incluem os diabéticos que procuraram a iniciativa privada, por meio de planos de saúde, para articular o esquema de tratamento.

Em decorrência do Dia Internacional da Mulher, a Sespa entende que os grandes desafios para conter tanto a Aids quanto a Sífilis residem na melhor orientação em relação à prevenção e no diagnóstico precoce para evitar que um bebê já venha ao mundo com uma das doenças ou mesmo com coinfecção.

De 2010 até o ano passado, 1.881 mulheres foram diagnosticas com HIV no Pará – a maioria oriunda dos municípios com maior número de ocorrências, como Belém, Ananindeua, Santarém, Paragominas, Itaituba e Castanhal. Entre os homens, já são 3.003 os diagnosticados positivamente com a doença.

Em relação à sífilis entre gestantes, já são 5.191 casos registrados em 134 municípios do Estado, entre 2010 e agosto de 2014, de acordo com o Sistema Nacional de Agravos de Notificação (Sinan), do Ministério da Saúde. No mesmo período também foram notificados 2.877 casos de sífilis congênita em 120 municípios, havendo, portanto outros 24 municípios sem registro da doença.

Os 10 municípios com mais casos de sífilis em gestantes notificados nesse período são Marabá (554), Parauapebas (386), Itaituba (281), Santarém (253), Belém (252), Ananindeua (184), Altamira (174), Bragança (152), Tailândia (138) e Tucuruí (133). Por outro lado, as cidades paraenses com mais casos de sífilis congênita notificados entre 2010 e agosto de 2014 são Marabá (354), Belém (269), Parauapebas (206), Ananindeua (178), Bragança (142), Santarém (123), Marituba (108), Itaituba (87), Altamira (80) e Moju (74).

Em relação à sífilis, a coordenadora estadual de DST/Aids, Deborah Crespo, volta a ressaltar o papel fundamental dos profissionais de saúde em convencer a população em aderir ao teste rápido. “A sífilis durante a gestação pode trazer consequências como malformação do feto e aborto. O teste é rápido e o tratamento também pode ser realizado de maneira simples, evitando complicações para a criança após o nascimento”, observou a coordenadora, ao lembrar que o teste que detecta a Aids é tão importante quanto medir a pressão ou conferir a taxa de glicose.

Durante a ação na praça da República e com apoio das empresas Natura, Mary Kay, Contém 1G e do Instituto Embeleze, as mulheres poderão fazer, de graça, maquiagem e corte de cabelo e ter acesso aos produtos de perfumaria. As apresentações artísticas ficarão por conta do Grupo de Dança formado por usuários do Centro de Atenção Psicossocial (Caps) Grão Pará, vinculado à Sespa; da banda do Corpo de Bombeiros e do Grupo de Chorinho MPP.

A programação é resultado de uma articulação entre cinco setores da Sespa – Diretoria de Políticas de Atenção Integral à Saúde (DPAIS), Departamento de Atenção à Saúde (Dase), Diretora de Desenvolvimento de Acompanhamento dos Serviços de Saúde (DDASS), Núcleo de Tecnologia, Informática, Informação em Saúde (NTIIS) e Coordenação Estadual de Saúde da Mulher (Cesmu) -, além da Secretaria de Saúde de Belém (Sesma), 1º Centro Regional de Saúde da Sespa, os Caps Grão Pará, Amazônia e Renascer, atrelados à Sespa; Comando Geral do Exército, Corpo de Bombeiros Militar do Pará e academias de atividades físicas Sport Way e Top Fit.

<
bwin Mapa do site