bwin

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
SAÚDE

Uepa e hospital regional formam 22 médicos especialistas em Santarém

Por Redação - Agência PA (SECOM)
04/03/2015 17h44

Ocorreu na última segunda-feira, 2, no auditório da Universidade do Estado do Pará (Uepa) em Santarém, a solenidade de formatura da segunda turma de residentes médicos e da primeira de residentes multiprofissionais do interior do Estado. Os profissionais formados pela Uepa tiveram como campo de prática o Hospital Regional do Baixo Amazonas, que tem o título de Hospital de Ensino concedido pelos ministérios da Saúde e da Educação.

Em Santarém, o curso de residência médica teve início em 2012, com a oferta de seis vagas nas especialidades de cirurgia geral, ortopedia e traumatologia e medicina da família e da comunidade. Na segunda turma, doze profissionais receberam o título de especialistas. Também foi concedido grau de especialista em Atenção Integral em Ortopedia e Traumatologia a dez profissionais da residência multiprofissional de Serviço Social, Enfermagem, Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Psicologia e Farmácia.

A coordenadora da residência multiprofissional da Uepa, Silvânia Takanashi, comemorou a formação da primeira turma de profissionais especialistas com Atenção Integral em Ortopedia e Traumatologia. “A ideia foi capacitar as diversas categorias profissionais para que também pudessem contribuir para a realidade de Santarém”, disse.

O vice coordenador da Comissão de Residência Médica (Coreme), Marcos Fraga Fortes, falou sobre a importância do curso no interior do Estado. “Se existe uma maneira de fixar o indivíduo em uma cidade no interior é dando condições de ele ter aprimoramento e especialização, então com a residência conseguimos manter na cidade estes médicos, agora especialistas, trabalhando na sua área e também se inserindo em um sistema de ensino e pesquisa”, comentou.

Entre os doze acadêmicos de medicina que se especializaram está o agora ortopedista e traumatologista Kalil Antonio, que após três anos de residência sabe o desafio que terá pela frente. “O trauma hoje em dia é considerado epidemia no Brasil todo. Em todo o país é crescente o índice de acidentes com vítimas, o que gera uma demanda muito grande. Há uma deficiência de profissionais atuando na área, então, agora concluída a especialização, o compromisso é atender essa demanda”, frisou.

Para o diretor do hospital regional, Hebert Moreschi, a conclusão dos 22 novos profissionais da saúde especialistas marca uma nova fase da saúde pública no interior do Pará. “Um dos principais desafios na gestão da saúde, na nossa região e no interior de forma geral, é a oferta de profissionais especializados para atuarem junto à comunidade, e temos o privilégio de ter o curso de medicina aqui em Santarém e também de termos a residência médica em áreas imprescindíveis”, afirmou.

Atualmente estão em andamento residências médicas nas seguintes especialidades: cirurgia geral, ortopedia e traumatologia, clínica médica, neurocirurgia, pediatria, cancerologia e anestesiologia. Neste ano se iniciam as especialidades anestesiologia, cancerologia clínica, cancerologia cirúrgica, clínica geral, clínica médica, medicina da família e medicina intensiva, além dos cursos em andamento na residência multiprofissional em Atenção Integral em Ortopedia e Traumatologia.

bwin Mapa do site